Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Romulo e Remo’

Comecei a falar de Roma, ontem, e deu vontade de falar mais.

Roma é a cidade capital da Italia, localizada na parte central da bota, na regiao do Lazio. Segundo o mito romano, a cidade foi fundada em 753 a.C. (data convencionada) por Romulo e Remo, dois irmaos criados por uma loba, que sao atualmente símbolos da cidade. Outro dia conto essa història dos irmaos. Entao, desde o sec VIII a.C. tornou-se no centro da Roma Antiga – depois do Reino de Roma, da República Romana e do Império Romano – e, mais tarde, dos Estados Pontifícios, do Reino de Itália e, por fim, da República Italiana. Seu “apelido”, ou seja, como é chamada internacionalmente é: A Cidade Eterna, imagino que seja por toda a sua história milenar. Me lembrei hoje das aulas de història do Pio XII, com a professora Aparecida (que Deus a tenha) citando repetidamente, quase que cantando, as famosas sete colinas que compoe o seu centro histórico: Palatino, Aventino, Esquilino, Quirinale, Viminale, Campidoglio e Celio. Os nomes sao os originais italianos, mas tem adaptaçoes de cada lingua. Custei a lembrar todos, sempre faltava um, aì, fui conferir na Wikipédia. Acabei achando uma espetacular imagem de Roma, vista de um satélite.

Wikipedia

Foto: Wikipedia

Roma espalha-se pelas margens rio Tibre, ou Tevere em Italiano. Esse grande e central traço azul que se ve na foto. O Tibre é o terceiro rio mais longo da Itália, depois do rio Pò e do Adige. Nasce na Toscana, atravessa a Umbria, depois o Lazio e desagua no Mar Tirreno. Nao é por acaso que a cidade abraça o rio, desde a fundaçao de Roma, segundo o que li, o Tibre sempre foi a alma da cidade. fazia parte do dia-a-dia, do comercio, do transporte, da vida como um todo. Todas as colonias pré-romanas que convergiram à Roma històrica estavam nas proximidades do Tibre, com um interessante detalhe: porque o rio sempre foi sujeito a inundaçoes fortìssimas e imprevistas, os cidadaos nunca puderam estabelecer-se muito proximos de suas margens. A parte mais segura corresponde a regiao proxima a Ilha Tiberina, e de fato é onde foi construìda a primeira ponte de Roma (Ponte Sublicio) e o Forum Romano, o centro nervoso da grande cidade.

Durante séculos a cidade sujeitou-se aos caprichos do Tibre, até que em 29 de dezembro de 1870 uma catastròfica inundaçao, que chegou a atingir mais de 17 metros além do nivel normal do rio (as aguas chegaram até a Piazza di Spagna!!), foi literalmente a “gota dàgua” para a construçao de um sistema de defesa da cidade contra a furia de seu rio. Depois de muita polemica e muitos anos pra escolher um projeto que fosse considerado definitivo, pois envolveria, desvios de se curso, elevaçao de margens, demoliçao de prédios e soterramento de vias històricas. Depois ainda de 50 anos de obras, assim, nasceram as famosas muralhas do Tevere. Muita coisa se perdeu durante e depois da construçao concluìda. Dizem que a cidade perdeu, literalmente, o contato com seu rio.

Talvez por isso hoje exista um projeto, lindo, que acontece no verao ao longo do Tibre, ao nivel da àgua e nao sobre a murada, com mais de um quilometro de barraquinhas com artesanato, restaurantes, bares, espaços de bem estar, exposiçoes de fotografia e arte, festivais de musica e de cinema, vindos de toda a Italia e de outros paises da Europa também. Foi là que passei meu aniversàrio desse ano. Minha mae veio do Brasil e passamos, ela, Ernesto e eu uma semana em Roma. Curtimos a programaçao do Tibre no entardecer e à noite jantamos num restaurante delicioso, à beirinha do rio, na Ilha Tiberina, là mesmo, onde toda essa estòria começou. Caminhando pelas margens fiz uma foto. O sol tinha acabado de se por, tinha pouca luz e a minha digitalzinha tà longe de ser uma Brastemp, mas eu queria registrar a lua sobre o Tevere pra guardar de presente aquele rio grandioso que contribuiu para um dia muito especial.

Foto By LuLu na Italia ©

Foto By LuLu na Italia ©

Read Full Post »