Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘inteligencia emocional’

Hoje teve terapia e eu vou logo avisando que fiquei muito mexida. Muito. Falamos de atitudes minhas que me incomodam profundamente e que por mais que eu tenha consciencia, ainda nao consegui me livrar delas. Foi phoda me expor. Saì de là bem cansada. Ainda estou com a cabeça quente. Aproveito esse momento pra refletir sobre um artigo que li essa semana (nada é por acaso) e que fala de inteligencia emocional.

O especialista da matéria garante que a inteligencia emocional pode ser desenvolvida. Ele conta que existem cinco áreas que devem ser trabalhadas pelo individuo:

Eu me conheço:  A primeira delas, me parece òbvia e ao mesmo tempo uma das mais profundas e dificeis que é a area do autoconhecimento, a sinceridade que cada um tem consigo mesmo para avaliar as suas habilidades e qualidades de maneira verdadeira, permitindo-se e aceitando observaçoes de terceiros, para reconhecer como as suas emoçoes afetam seu desempenho e a ligaçao entre o que pensa, o que sente e a sua maneira de agir. Devemos parar alguns minutos antes de enfrentar um desafio que gera tensao emocional e perguntarmos: Qual é a emoçao que estou sentindo neste momento? Como eu posso pensar e agir diferente nesta situaçao?

Eu me gerencio: Nesta segunda etapa, devemos trabalhar o autocontrole, aquele bendito freio que nos permite pensar antes de agir, conseguindo, assim, administrar nossos impulsos, para nao explodir e depois nos arrependermos. E’ importante termos a capacidade de nos adaptarmos às situaçoes para alcançarmos um objetivo e também termos foco em momentos de pressao. Devemos ter sempre um objetivo em mente e pensar quais seriam os passos para alcançá-lo. A proposta é perguntar-nos frequentemente: qual comportamento construtivo eu posso ter agora para alcançar meu objetivo?

Motivaçao: Dizem os estudiosos que todas as pessoas tem um propòsito, um motivo para agir. Estar pronto para agarrar as oportunidades, superar os obstàculos e aprender com eles para seguir em frente é muito importante. Devemos nos mobilizar para alcançar a realizaçao. O especialista afirma: Uma pessoa motivada tem iniciativa e persistencia. Reflitamos: suas decisoes sao motivadas pelo medo de perder ou pela esperança de ganhar? O que voce precisa fazer para alcançar seu objetivo?

Eu conheço o outro: Nesta fase do nosso trabalho, precisamos observar as pessoas ao nosso redor. E’ preciso mostrar sensibilidade ao ponto de vista do pròximo, buscar maneiras de conquistar a confiança alheia e estudar o nível de satisfaçao do outro. Enxergar  e respeitar as diferenças como oportunidades de crescimento faz toda a diferença. Constantemente devemos avaliar nossa capacidade de nos colocarmos no lugar do outro, de compreendê-lo. Façamos, por exemplo, uma lista das qualidades, talentos e dificuldades das pessoas ao nosso redor. E’ o momento de pensar também naquelas idéias pré-concebidas que temos do nosso pai, ou mae, sogra, ou sogro, irmaos, cunhadas, irmas, maridos, filhos, amigos, chefe, colegas de trabalho… Essas impressoes, num segundo olhar, podem nao passar de puro preconceito. Estejamos atentos a isso.

Eu gerencio o outro: Agora é o momento em que exercitamos a chamada liderança situacional, gerenciamos conflitos, colaboramos, dialogamos, construìmos alianças e desenvolvemos nossa relaçao com o outro. Nesta parte do trabalho, podemos observar nossa capacidade de lidar com pessoas difìceis. O especialista propoe que desafiar o status quo, ou seja, como as coisas sao é uma forma de avaliar como voce gerencia os outros. Aproveitamos, entao pra refletir sobre algo importante que desejamos comunicar, aquele papo que nunca conseguimos começar, por exemplo, e nos perguntamos: o que é mais importante nesta mensagem para mim? E para o outro? Pense, ainda, se existe uma melhor maneira de dizer o que deseja.

 

Notas Mentais:

Hà alguns anos atràs julguei-me uma analfabeta no quesito inteligencia emocional. Hoje posso dizer que jà consigo contar de 1 a 20, sei somar e subtrair, conheço o alfabeto e sei assinar meu nome.

Se é dificil dizer uma coisa, muito provavelmente é dificil ouvir também, entao, cuidado redobrado.

Quero exercitar a fantasia onde meus sentimentos mais sombrios, pesados e dificeis de lidar, como a raiva, por exemplo, sao como uma GRANDE PEDRA que eu posso dividir, esculpir e moldar transformando em varios lindos objetos que irao enfeitar a minha casa, minha vida e meu ser.

Auto-conhecimento é a chave que abre TODAS as portas.

Auto-conhecimento é principio, meio e fim.

Chega de ter medo de mim.

Anúncios

Read Full Post »