Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Poesias, frases…’ Category

Maturando

O homem sábio não é o que sabe distinguir o bem do mal, mas aquele que sabe distinguir dos males o menor.

– Omar Bin el-Khattab –

Read Full Post »

Vencer os outros não chega a ser uma grande vitória.

Vitorioso é aquele que consegue vencer a si mesmo, o que é muito mais difícil.

Ela requer mais coragem, mais disciplina e mais decisão.

O simples fato de tentar de novo já será sua primeira vitória.

Read Full Post »

Foto By LuLu na Italia ©

Com o tempo, você vai percebendo que, para ser feliz, você precisa aprender a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.
 – Desconheço o Autor –

 

Feliz Dia de San Valentim!

Read Full Post »

Foto By Marido Ernesto

Recomeça…
Recomeça…
Se puderes,
Sem angústia e sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro,
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.
E, nunca saciado,
Vai colhendo
Ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar
E vendo,
Acordado,
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças.

– Miguel Torga –

Read Full Post »

G.B.B.E. em: Des-ân-nimo

jogging

Read Full Post »

Partilhar

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.

– Antoine de Saint-Exupéry

Read Full Post »

Ami(m)zade

Amigos

São tao necessários, que sempre se fazem presentes.

São tao grandes, que se distinguem.

São tao dedicados, que edificam.

São tao preciosos, que se conservam.

São tao irmãos, que partilham.

São tao sábios, que ouvem, iluminam e calam.

 

– Autor desconhecido –

Read Full Post »

Feli-cidade

A vida é muito curta pra gente só ficar arrumando problemas.

Não digo que devemos fechar os olhos para questões difíceis e duras, mas a alegria também tem enorme poder de transformação.

– Fernando Meirelles –

Read Full Post »

GBBE_consciencia

Fonte: Nadaver.com

Read Full Post »

Estreito de Messina - Foto By LuLu na Italia ©

Estreito de Messina - Foto By LuLu na Italia ©

Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida – ninguém, exceto tu, só tu.

Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias.

Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar.

Onde leva? Não perguntes, segue-o!

 

– Friedrich Wilhelm Nietzsche –

Read Full Post »

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.

Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

 

– Carlos Drummond de Andrade – No meio do caminho

Read Full Post »

E quero me dedicar a criar confusões de prosódia

E uma profusão de paródias

Que encurtem dores

 

– Caetano Veloso – Lingua –

 

Quando eu começo a reler os posts que escrevo imagino que jà deu pra perceber que com pouco mais de um ano de Italia estou desaprendendo o portugues, nè? Sem contar a confusao que deve fazer na cabeça de quem le, as palavras  escritas erradas devido às minhas adaptaçoes malucas de crases e agudos por causa desse teclado sem alguns acentos. No meio do caminho (tinha uma pedra) ainda veio uma reforma ortografica pra bagunçar mais esse bordel o que (juro!) me dà a certeza de que eu nao sei, mesmo, mais como se escreve. 

Entao, como uma reforma sò nao faz verao, a Gi, uma amiga querida (e expatriada, assim como eu, que entende perfeitamente a confusao toda) me manda essa pérola que ela achou na net. Hehehehehe… 🙂

 Após o Acordo Ortográfico, entra em vigor agora o Acordo Aritmético


O Presidente da Comissão: “Quando Roberto Carlos cantava ‘Como Dois e Dois São Cinco’, já se mostrava um artista com visão ímpar… Que, com a Reforma, passará a visão par.”

A CPUM – Comissão de Países Utilizadores da Matemática, que exclui os Estados Unidos (vender subprimes com aqueles juros revela total desconhecimento de ciências exatas) e várias nações da África Meridional (cujos índices de inflação já superaram o âmbito matemático e adentraram o metafísico), aprovou o acordo para a Reforma Aritmética, que entrará em vigor daqui a um mês. Ou não; vai depender se o mês continuará com quatro semanas.

A seguir, os dispositivos mais importantes do acordo:

2 vira 3 e 3 vira 4 – o que solucionará enigmas até então insolúveis no campo da música e da literatura, como O Trio Elétrico de Dodô e Osmar e Os Três Mosqueteiros: Porthos, Athos, Aramis e D’Artagnan.

Cai o sinal de – desta forma, o que até então era um número “menor” passará a ser considerado “número valorativamente prejudicado”. O mesmo para o termo MMC, que passa a ser designado como “Múltiplo Comum Desprovido Quantitativamente”.

Os Noves Fora passarão a ficar dentro – fazendo valer o preceito da “inclusão dos dígitos”, tão caro à Nova Ordem Mundial.

Cai a expressão Zero à Esquerda
– uma vez que, com o redimensionamento global do confronto das ideologias sócio-econômicas, “esquerda” e “direita” são termos que há muito perderam o sentido. Ainda não se decidiu se “Zero Favorável à Presença do Estado na Economia” será aceito.

O sinal de menos passa a aparecer menos – já que este era uma outra aplicação do hífen, praticamente extinto pelo Acordo Ortográfico, o sinal passa a aparecer também só em casos especiais, como no quadro demonstrativo das ações da Bovespa.

O X deixa de ser o xis da questão
– para evitar o acúmulo de empregos, num exemplo de austeridade no trato da coisa pública, o X deixará de aparecer como incógnita em equações e se restringirá à condição de sinal de multiplicação. Qual letra o substituirá no outro emprego ainda é uma incógnita.

Os algarismos arábicos reconhecerão a existência de Israel – assim como os algarismos romanos passarão a aceitar o aborto e o casamento de números primos.

A Dízima Periódica passará a ter só duas casas – assim como Michael Jackson e Madonna, a pop star da matemática deverá se desfazer da maior parte de suas residências em função da crise mundial. E, fundamentalmente, do imposto de renda.

E mais:

Para 2014, estão previstas a Reforma Geográfica, para sumir com o Paraguai do mapa, e a Reforma Pornográfica, onde as revistas passarão a exibir o pôster central na capa e a entrevista no pôster central.

Aguarde.

 

Postado por Nelson Moraes no blog Ao Mirante, Nelson

Read Full Post »

Enquanto nascer é uma questão biológica, única e independente de nossa vontade, renascer é uma questão intelectual, de vontade própria e que pode acontecer quantas vezes estivermos dispostos a mudar de vida.

– André Neves –

Read Full Post »

Re-nascer

Enquanto não souberes morrer e renascer,
mais nao serás que um passante aflito
a errar na terra obscura. 

– Goethe –

Read Full Post »

E foi então que apareceu a raposa:

– Bom dia, disse a raposa.

– Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.

– Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira…

– Quem és tu? perguntou o principezinho. Tu és bem bonita…

– Sou uma raposa, disse a raposa.

– Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste…

– Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.

– Ah! Desculpa, disse o principezinho.

Após uma reflexão, acrescentou:

– Que quer dizer “cativar“?

– Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?

– Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer “cativar“?

– Os homens, disse a raposa, têm fuzis e caçam. É bem incômodo! Criam galinhas também. É a única coisa interessante que fazem. Tu procuras galinhas?

– Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos. Que quer dizer “cativar“?

– É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa “criar laços…”

– Criar laços?

– Exatamente, disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…

– Minha vida é monótona. Eu caço as galinhas e os homens me caçam. Todas as galinhas se parecem e todos os homens se parecem também. E por isso eu me aborreço um pouco. Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo…

A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:

– Por favor… cativa-me! disse ela.

– Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.

– A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!

– Que é preciso fazer? perguntou o principezinho.

– É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, cada dia, te sentarás mais perto…

Image89

Assim o principezinho cativou a raposa. Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:

– Ah! Eu vou chorar.

– A culpa é tua, disse o principezinho, eu não queria te fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse…

– Quis, disse a raposa.

– Mas tu vais chorar! disse o principezinho.

– Vou, disse a raposa.

– Então, não sais lucrando nada!

– Eu lucro, disse a raposa, por causa da cor do trigo.

 Depois ela acrescentou:

– Vai rever as rosas. Tu compreenderás que a tua é a única no mundo. Tu voltarás para me dizer adeus, e eu te farei presente de um segredo.

Foi o principezinho rever as rosas:

– Vós não sois absolutamente iguais à minha rosa, vós não sois nada ainda. Ninguém ainda vos cativou, nem cativastes a ninguém. Sois como era a minha raposa. Era uma raposa igual a cem mil outras. Mas eu fiz dela um amigo. Ela á agora única no mundo… É a minha rosa.

E voltou, então, à raposa:

– Adeus, disse ele…

– Adeus, disse a raposa. Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.

– O essencial é invisível para os olhos, repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

– Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante.

– Foi o tempo que eu perdi com a minha rosa… repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

 – Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela rosa…

– Eu sou responsável pela minha rosa… repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

 

Image46

ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY

Read Full Post »

Ouvidotimismo

Messina - By LuLu na Italia ©

Messina - By LuLu na Italia ©

Os tristes acham que o vento geme;

Os alegres e cheios de espírito afirmam que ele canta.

 

(sabedoria popular)

Read Full Post »

Do(v)er

A dor possui um grande poder educativo: faz-nos melhores, mais misericordiosos, mais capazes de nos recolher em nós mesmos e persuade-nos de que esta vida não é um divertimento, mas um dever.

– Cesare Cantú –

Read Full Post »

Entao…

Essa é velha, mas jà tinha um tempo que eu queria postar…

Dizem que uma revista inglesa promoveu um concurso para premiar a melhor definiçao de “marido”. O texto vencedor foi:

Marido é aquela pessoa amiga e companheira, que está sempre ali, a seu lado, para ajudá-la a resolver os grandes problemas que você não teria se fosse solteira.

Read Full Post »

Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá.

O impossível não existe quando se acredita verdadeiramente nos sonhos.

–  Ayrton Senna da Silva –

*São Paulo, Brasil, 21 de março de 1960 

†Bolonha, Itália, 1 de maio de 1994

 

Sabe, eu nunca fui muito de curtir corrida de Formula 1 mas, como o cantor italiano Cesare Cremonini diz muito bem no refrao da cançao “Marmelata #25”:

Ma, da quando Senna non corre più…

Non è più domenica..

Ahh! Desde que Senna não corre mais…

Não é mais domingo…

Read Full Post »

Vai!

Estreito de Messina - By LuLu na Italia ©

Estreito de Messina - By LuLu na Italia ©

Vá o mais longe que você puder ver.

Quando você chegar lá, vai poder ver mais longe ainda.

(autor desconhecido)

Read Full Post »

Despertai

lawrence3

Todos os homens sonham, mas não da mesma maneira. Existem aqueles que têm seus sonhos à noite, nos recônditos de suas mentes e, ao despertar, pela manhã, descobrem que tudo aquilo era bobagem. Perigosos são os homens que sonham de dia, porque são capazes de viver seus sonhos de olhos abertos, dispostos a torná-los realidade.
– Thomas Edward Lawrence –

Read Full Post »

Nada de imitar seja lá quem for. … Temos de ser nós mesmos … Ser núcleo de cometa, não cauda. Puxar fila, não seguir.

– Monteiro Lobato – Carta a Godofredo Rangel, SP, 15/11/1904

 

Assim como o menino José Bento Renato Monteiro Lobato eu também fui alfabetizada por minha mae, que nao é Olìmpia Augusta mas é Conceiçao Augusta – mais conhecida como Dona Conceiçona.  

cartilha_DAVIMinha mae, formada em pedagogia e administraçao ensinava a quem quisesse ler. Ensinou a mim e as minhas irmas, bem antes de entrarmos na escola, entre jogos e brincadeiras, gibis e lapis de cor, papeizinhos com letrinhas desenhadas a mao e uma cartilha de alfabetizaçao:  Davi, meu amiguinho.

Entao, aos 3 anos de idade eu jà sabia ler e escrever… e nao parei mais.

Li sempre muito e tudo. O tempo inteiro. Graças ao grande incentivo de minha mae, que me permitia ler historias em quadrinhos do seu grande acervo e coleçao pessoal que contem obras unicas como a revistinha numero UM de Monica e Cebolinha, de LuLuzinha, de Flash Gordon, de Mortadelo e Salaminho, além de obras completas de Mafalda, Calvin, Moebus… Me lembro que ela acreditava que uma criança, ao contrario do que se dizia, poderia adquirir ainda maior gosto pela leitura através dos gibis e nunca nos impediu de ler, fosse o que fosse. E de fato eu lia e continuo a ler de tudo um pouco, dos classicos aos cartoons de jornal. Desde que eu leia.

negrinhaMeu primeiro contato com o Senhor Monteiro Lobato foi através do Jeca Tatu, e até hoje, ao contrario dos mais amados e conhecidos personagens do Sitio, o matuto simplorio e inteligente é o meu preferido. Talvez porque o Jeca fosse o alter-ego do proprio autor, sei là. 

Da sua literatura mais adulta depois de Idéias de Jeca Tatu e Urupes – sempre em torno ao Jeca – as maiores emoçoes eu vivi ao ler Negrinha. Com seus contos de uma narrativa urbana incrivel, com dramas, romances e tragedias, tao fortes e cheios de verdades um outro Lobato se faz conhecer. Mais atormentado, mais carnal, um humor irreverente sempre presente. Eu recomendo.

Uma pequena curiosidade que me aproxima do mestre Lobato. Que ele foi escritor, enxadrista, industrial do petròleo, pintor, pai da Emilia – boneca mais ilustre do Brasil, quase todo mundo sabe, mas o que poucos sabem é que uma de suas maiores paixoes foi a fotografia. Poisé e dizem que era dos bons. Registrava instantaneos da família com uma camera Kodak que ganhou de presente. Depois, com uma Rolleyflex a tiracolo, passava horas seguidas capturando trechos de paisagens e momentos do quotidiano.  Assim como eu, Lobato gostava de se expressar e de registrar os flagrantes da emoçao e da vida e por isso nao desgrudava da sua màquina. 🙂

Parece estranho falar nisso justo aqui, no meio do tema sobre os livros, mas é que eu realmente acredito que nada é por acaso e que de verdade a mensagem que quero passar é essa: a expressao da vida começa na leitura e termina sabe-se là onde, no infinito do universo.

 

 

lobato1Esse post faz parte da blogagem coletiva Quem Foi Seu Monteiro Lobato? Criado pelo blog da Vanessa – Fio de Ariadne. Se voce quiser conhecer mais pessoas que participaram e mais historias interessantes clique no selo e viaje nesse mundo maravilhoso da leitura.

E viva o Dia Nacional do Livro Infantil! 

E viva MONTEIRO LOBATO!!

VIVA!!

Read Full Post »

Viva!!

Há uma coisa tão inevitável quanto a morte: a vida.
– Charlie Chaplin –

Read Full Post »

Q-boa

Tà tudo limpinho, limpinho no computador. Que nem roupa branca lavada com Q-boa. O slogan dessa marca de agua sanitaria dizia: Encardiu? Lava com Q-boa! E entao, acabou virando, pra mim, sinonimo de limpeza absoluta. E’ garantido que a mancha sai, mas sai também aquele pinguinho de tinta que te lembrava um dia especial. O encardido sai, mas junto com ele a impressao da etiqueta do fabricante.

 

Fizemos o que foi necessario, mas estamos partindo do zero. Tenho que reconfigurar tudo de novo, feeds, sites e blogs amigos, preferencias, cores… Nenhum arrependimento. Acabei foi refletindo no quanto juntamos porcaria ao longo de nossa caminhada. Esse ultimo ano de mudança de paìs jà exigiu de mim uma força sobre-humana pra decidir o que trazer e o que deixar pra tras. E de novo, depois dessa renovaçao forçada do nosso computador,  a maior liçao foi a do DESAPEGO.

 

Minha ignorância, meus apegos, meu desejo, meus ódios!

Eis aí, na verdade, os meus inimigos.
– Dalai Lama –

Read Full Post »

Seleçao Natural

Eu mesma nunca fui capaz de saber exatamente o que o feminismo é: apenas sei que as pessoas me chamam de feminista toda vez que expresso sentimentos que me diferenciam de um capacho de porta, ou de uma prostituta.

 

– Rebecca West –

Read Full Post »

Mão-unica

Aja sempre corretamente.

Alguns ficarão gratos, outros espantados.

– Mark Twain –

Read Full Post »

Grande Familia

Bem no Fundo

no fundo, no fundo,
bem lá no fundo,
a gente gostaria
de ver nossos problemas
resolvidos por decreto

a partir desta data,
aquela mágoa sem remédio
é considerada nula
e sobre ela – silêncio perpétuo

extinto por lei o remorso,
maldito seja quem olhar pra trás,
lá pra trás não há nada,
e nada mais

mas problemas não se resolvem,
problemas têm família grande,
e aos domingos saem todos passear
o problema, sua senhora
e outros pequenos probleminhas

 

(Poema integrante da série Distraídos Venceremos)

Paulo Leminski (1944 – 1989)

 

 

Read Full Post »

D-esperta-R

Em tempos de crise…

… enquanto uns choram…

… outros vendem lenços.

(autor desconhecido)

Read Full Post »

Tormenta

O talento educa-se na calma, o caráter no tumulto da vida.

– Goethe –

Read Full Post »

renatinha_posse_Itamaraty_jan_2009

“O sucesso é uma viagem, uma jornada e não um destino.”
-Arthur Robert Ashe, Jr-

Fui uma das primeiras pessoas da familia a te pegar no colo assim que voce nasceu e nunca vou me esquecer do quanto voce me transmitia serenidade. Aquele pacotinho de gente, de cabelinho arruivado e narizinho arrebitado, tao rosinha. Te amei muito e desde o primeiro instante como a uma irmazinha, com um sentimento de pura ternura desses que a vida nao explica de maneira racional, entende? Me vem um desejo forte de estar aì hoje pra te abraçar, te pegar no colo, pra compartilhar esse momento com voce… No mesmo instante me lembro que na verdade eu estou também aì com voce pois somos todos um.

Minha piminha linda, que nessa estrada que voce apenas começou a trilhar tenha muita luz e muita vida a te acompanhar. Que a luz nao te cegue jamais, meu amorzinho, mas sim ilumine o caminho e te ajude a prosseguir sempre tranquila e segura, na certeza de que nada é impossivel para  aqueles que acreditam.

Te amo.

Read Full Post »

Subjetiva

Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria.

– Thomas Campbell –

Read Full Post »

Vigiai

Assim como falham as palavras quando querem exprimir qualquer pensamento,
Assim falham os pensamentos quando querem exprimir qualquer realidade,
Mas, como a realidade pensada não é a dita mas a pensada.
Assim a mesma dita realidade existe, não o ser pensada.
Assim tudo o que existe, simplesmente existe.
O resto é uma espécie de sono que temos…

Alberto Caeiro

Read Full Post »

Intrépida

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.

– Fernando Pessoa –

 

Read Full Post »

A felicidade sò é verdadeira quando compartilhada.

– Christopher McCandless –

Independente da minha mania de nao fazer balanços, nem resoluçoes pessoais nessa época somente por ser o “fim” do ano do calendario Gregoriano, quero aproveitar o clima de recomeço para homenagear a voce que me acompanha, que me le periodicamente ou que caiu aqui por acaso. Estou me referindo a voce que me conhece intimamente,  pessoalmente, de  passagem, ou somente virtualmente, enfim, voce que està lendo agora.

Desejo a voce o melhor que se possa desejar: uma vida plena de luz. Uma vida plena, com emoçao, descobertas, novidades, mas também com paz, tranquilidade e quietude. Espero que voce tenha oportunidades ricas para tentar o que quer que seja, ousar, quem sabe se machucar, quem sabe triunfar  e seguir adiante. Te desejo força pra superar, suportar, refletir, discernir e dialogar. Estarei aqui pra te ouvir, se precisar… mesmo que eu pareça distante fisicamente… 

Quero que voce saiba que valorizo muito a sua presença na minha vida. Do fundo do meu ser sinto que nossos laços tem um nò bonito e apertado, feito com fita laranja bem alegre e, sendo assim, desejo que sejam eternos. 

Com amor.

LuLu.

LuLu

Read Full Post »

Foto By LuLu na Italia ©

Foto By LuLu na Italia ©

 

No fim

tudo dá certo,

se não deu certo

é porque ainda não chegou ao fim.

– Fernando Sabino –

Read Full Post »

Se o amor é fantasia, eu me encontro ultimamente em pleno carnaval.

 

– Vinicius de Moraes –

Read Full Post »

 coisasdobrasil2-1

Em minha primeira participaçao numa blogagem coletiva* tinha que ser esse o tema, claro. Porque eu falo quase todo dia do mundo novo, a Itàlia, essa terra admiràvel que me recebe com muito amor, mantenho a patota atualizada com os temas da ilha do lado de cà do oceano mas, meu coraçao, quando bate, bate mesmo é pelo meu paìs. E é com lagrimas nos olhos, taquicardia, as maos tremulas, frias e suadas, que vou abrir a caixa da emoçao pra registrar aqui o que refletem as minhas pupilas dilatadas quando se fala de Brasil: Brasilia.

A primeira coisa, entao: ordem. Pra quem quiser entender um pouquinho, aviso: tudo por là é dividido em setor. Isso mesmo, tem setor de tudo o que se tem numa cidade. Tudo. Setor de hoteis, de motéis, de hospitais, setor comercial, setor residencial, setor de autarquias, de industrias, de diversoes… Tudo. Aprendi logo cedo no hospital Santa Luzia, e logico, no setor hospitalar, que fica pertinho da avenida W3. Foi num dia de cidade esvaziada, como acontece às  vésperas de Dia da Independencia, numa sexta-feira, quinto dia de setembro, em 1969. Foi feriado em nossa casa. Como tudo na cidade, organizada, nasci Maria Luiza. 

Organizaçao, sim, é a primeira palavra que ela nos traz, e também muita luz e muito verde, como bem percebeu o marido Ernesto em sua primeira visita à capital do Brasil. Muito mais do que uma “maquete”, c0mo é sarcasticamente  citada pelos superficiais, e muito além de seu plano  horizonte,  minha cidade natal representa o meu centro. . . O eixo.

O eixo central divide as asas, numa cruz-aviao. Norte-sul, Leste-Oeste, ou West, formando os tais setores, alguns constituidos de predios residenciais: as quadras. Na infancia aprendi o que era uma quadra, e nao bairro. E quadra é pra mim sinonimo de mini-mundo, de liberdade, de alegria, espaços abertos, muitas crianças, poeira vermelha e parquinho de areia. Vivemos até os meus 3 primeiros anos num predinho de 3 andares na quadra 416 no final da asa sul. Daqueles do projeto original de JK. A nossa era uma das poucas quadras completas, mas ainda cheia de vaos livres, o que deixava minha mae apreensiva, as vezes, e a me recomendar sempre para andar em grupos. Em Brasilia teve um sequestro de criança famoso. Nem tudo sao flores.

Falando em flores, devagarzinho ao longo de seus 40 e poucos anos a poeira vermelha do cerrado foi mudando e dando lugar a arvores frondosas e sempre verdes, jà imaginadas no projeto original. Junto com arvores nativas, pequiseiros, jatobàs, jameleiros, mangueiras, estao os meus preferidos, os sazonais e alegres Ipes que enfeitam Brasilia a cada estaçao com cores fortes e vibrantes. Tem um em especial, amarelo, que simboliza pra mim a vista da janela de nosso apartamento na 210 sul.  O dia-a-dia sempre foi rico também em belezas naturais. Furia de ventos, raios, relampagos e trovoes, granizo e neblina.  Beleza rara e comum, principalmente  em dias de chuva e arco-iris. Paisagem digna de arrepios de tao linda.

A minha cidade me impulsionou desde cedo a caminhar sozinha, a fazer escolhas responsaveis, a estudar muito, a decidir com segurança, a conviver com as diferenças… Minha cidade segrega, infelizmente, mas colore muito mais suas ruas com gente de todo o paìs e do mundo, assim como os Ipes o fazem. Minha cidade tem o menor indice de acidentes no transito, é exemplo no respeito à faixa de pedestres é o segundo maior PIB do Brasil, mas tem sujeira além da beleza, tem coragem e medo, violencia e paz, tem polìticos, politica e corrupçao, tem distinçao social, racismo e miscigenaçao,  tem pobreza, tem riqueza…  Minha cidade tem liberdade de fé, tem misticismo, tem cientologia, arquitetura e engenharia ousadas, tecnologia de ponta, modernidade, tem respeito e diversidade… tem a promessa de ideais de muitos …  tem Brasil.

Minha cidade, acima de tudo, tem potencial pra crescer e virar gente grande.  Eu nasci e cresci là. Um dia, alcei voo, segura em suas asas, e vim parar bem longe em busca dos sonhos acalentados naquela infancia feliz vivida ali . Mesmo distante ouço sua voz me lembrando que somos todos unicos, originais e em constante evoluçao e que devo fazer a minha parte pra construir um mundo melhor. Mesmo distante ela nao pàra de me ensinar. A ultima coisa, enfim: progresso.

*Iniciativa de blogagem coletiva da Andréa Motta do blog Leio o mundo assim.

Read Full Post »

Com a consciencia de que nuvens, vulcoes, cristais, sementes, flores, arvores, leoes, gatos, passaros, borboletas, peixes, tartarugas, baleias, insetos e… humanos…  somos todos um.

Com a visao de que a luz que temos em nòs se reverbera, se multiplica, se transforma, se movimenta e chega a todas as partes desse universo.

Te agradeço por fazer parte da minha vida. Te agradeço por voce ser a prova viva da unidade em nòs. Te agradeço por sua força e sua doçura. Te agradeço por sua compreensao e generosidade, por seu exemplo e sua humildade em receber a minha experiencia humana. Te agradeço por suas palavras e seu silencio afetuosos. Te agradeço por sua responsabilidade e sua ousadia corajosas. Te agradeço por voce vir aqui me ler. Te agradeço por seu ser. Porque é. Somos. Grazie.

Reafirmando o quanto voce é importante pra mim.

Receba o meu abraço.

Pra voce.

Amor.

LuLu.

abraço_flor

Read Full Post »

Paradoxo

Frase da semana:

Ninguém deve ser elogiado pela sua bondade quando não tem forças para ser mau.

– François La Rochefoucauld –
 

Escrito por LuLu  em 11 de abril de 2006 às 18:09

 

 

Read Full Post »

Todos os dias quando acordo,
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo.

– Renato Russo – 

Dias agitados, amici.

Por isso dei uma pequena sumida.

Ontem foi aniversàrio da minha sogra, Dona Liana.

Hoje teve curso de culinaria Siciliana La Cucina del Sole.

To bem cansada, mas to felizona. 🙂

Depois eu conto tudinho, tà?

Beijo, ciao.

Read Full Post »

Devo, nao nego.

Entre o passado, onde estão nossas recordações,

entre o futuro, onde estão nossas esperanças,

fica o presente, onde está o nosso dever.
– Sueli Pioli –

Read Full Post »

Hoje é sábado

Hoje é sábado, amanhã é domingo
A vida vem em ondas, como o mar
Os bondes andam em cima dos trilhos
E Nosso Senhor Jesus Cristo morreu na cruz para nos salvar.

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Não há nada como o tempo para passar
Foi muita bondade de Nosso Senhor Jesus Cristo
Mas por via das dúvidas livrai-nos meu Deus de todo mal.

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Amanhã não gosta de ver ninguém bem
Hoje é que é o dia do presente
O dia é sábado.

Impossível fugir a essa dura realidade
Neste momento todos os bares estão repletos de homens vazios
Todos os namorados estão de mãos entrelaçadas
Todos os maridos estão funcionando regularmente
Todas as mulheres estão atentas
Porque hoje é sábado.

 

Trechos de “O dia da criação” de Vinicius de Moraes

Macho e fêmea os criou.
Gênese, 1, 27

Read Full Post »

Eu evito…

Andar descalça no frio.

Beber leite todo dia.

Ver filme sem final feliz.

Falar com gente que nao olha nos olhos.

Comer comida pesada à noite.

Usar a mesma cor dos pés à cabeça.

Escrever sobre sofrimento.

Read Full Post »

Patria

Esta Repúblicade

É certo que a República vai torta;
Ninguém nega a duríssima verdade.
Da pátria o seio a corrupção invade
E a lei, de há muito tempo, é letra morta.

A quem sinta altivez, força e vontade
Ficou trancada do Poder a porta:
Mas felizmente a vida nos conforta
De esperança, uma dúbia claridade.

Porque (ninguém se iluda), “isto” que assim
A pobre Pátria fere, ultraja e explora,
Jamais o sonho foi de Benjamin.

Os motivos do mal não são mistério:
– É que a gentinha que governa agora
É o rebotalho que sobrou do Império.

Read Full Post »

Unidade

Se eu fosse um animal… formiga

Se eu fosse um brinquedo… gangorra

Se eu fosse um movimento… espiral

Se eu fosse uma direçao… vertical

Se eu fosse um sentido… de baixo pra cima

Se eu fosse uma cor… preto azulado

Se eu fosse um sabor… acido

Se eu fosse um mineral… ametista

Se eu fosse um orgao… pele

Se eu fosse um vegetal… jilò

Se eu fosse um elemento… fogo

Se eu fosse um planeta… Terra

Se eu fosse um dia… hoje

Se eu fosse alguém… eu sou

Read Full Post »

Escrevo por não ter nada a fazer no mundo: sobrei e não há lugar para mim na terra dos homens.

Escrevo porque sou um desesperado e estou cansado, não suporto mais a rotina de me ser e se não fosse sempre a novidade que é escrever, eu me morreria simbolicamente todos os dias.

Aliás – descubro eu agora – eu também não faço a menor falta, e até o que escrevo um outro escreveria.

Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas continuarei a escrever.

Trechos de “A hora da Estrela” de Clarice Lispector

Read Full Post »

Mudanças

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.
Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades…

– Luis de Camões –

 

 

Read Full Post »

Ventania

Foto By LuLu na Italia ©

Foto By LuLu na Italia ©

“Quando os ventos da mudança chegarem, não construa abrigos, construa cata-ventos”.

– Claus Möller –

Read Full Post »

Morte-Vida nova

 

Morrer me acalma

 

já me matei faz muito tempo

me matei quando o tempo era escasso

   e o que havia entre o tempo e o espaço

era o de sempre

   nunca mesmo o sempre passo

 

   morrer faz bem à vista e ao baço

melhora o ritmo do pulso

   e clareia a alma

  

   morrer de vez em quando

é a única coisa que me acalma

 

 

 
 
 

 

 

Publicado no Cafofo da LuLu em 09 de outubro de 2006  às 12:12

 

 

Hà alguns anos comecei a questionar o valor agregado das palavras, ou melhor, de certas palavras que carregam culturalmente um peso de malignidade, tristeza, medo e negatividade, mas que na verdade, tem muitos mais significados além desses que podem e devem ser usadas por nòs de maneira benefica. Talvez eu seja bem doidinha, mesmo, mas acredito de verdade que a mente aberta, receptiva a novas idéias ou uma experiencia rica e consciente, podem nos libertar das amarras que certas palavras tem e a comunicaçao verbal, enfim, contribuirà pra um salto quantico, hoje inimaginavel, da humanidade.

A palavra morte, por exemplo. Eu sei é dificil até pronuncia-la. Poisé, a morte carrega tanto peso e dor por ser muito usada no seu sentido mais conhecido, o da transmutaçao fisica, que nem sequer nos permitimos ousar e nos beneficiarmos com seu poder verdadeiramente transformador. Digo poder pois o fim que a morte significa é tao definitivo e indiscutivel quanto o inicio que ela prenuncia. E’ nisso que acredito: que a morte-inicio é natural e tao òbvia quanto um pendulo onde o movimento de ida nao existe sem o de vinda. A morte-inicio é tao simbiotica e purificadora quanto uma membrana fina, fina, que deixa passar o liquido e ao mesmo tempo filtra as impurezas. A morte-inicio é um àtimo de segundo em movimento como uma caixa de presente que no exato instante que deixa as maos do remetente jà inicia o percurso de chegada às maos do destinatario. Taì, talvez o que nos faz apegar-se ao medo seja a duvida pungente: quem receberà esse pacote? Bom, aqui entra a religiosidade de cada um e é um papo bem longo e isso eu nao vou discutir hoje. O que prefiro ressaltar é: morrer faz parte da vida, todo mundo sabe, como diz o chavao. Nossas celulas morrem aos milhoes de milhares a cada dia no processo mais perfeito da renovaçao da vida e nada disso nos incomoda, ao contrario, convivemos com isso quotidianamente. ‘E necessario toda essa renovaçao para a continuidade saudàvel da vida. Alguns biologos chegam até a afirmar que a funçao da morte é primariamente permitir a evoluçao.

Entao, que assim seja. Quero que tudo aquilo que nao me cabe mais, que jà completou seu ciclo morra em mim e se renove. Quero deixar morrer o apego, a imagem pre-concebida, o julgamento apressado, a grosseria, a defesa armada, a burrice, a angustia, a preguiça, o cinismo, o sarcarmo, a soberba, a inveja, o ciùme… Quero deixar morrer a raiva e a agressividade ancestral que existe em mim e permitir o crescimento da docilidade e da ternura. Quero deixar morrer o medo do destinatario desconhecido e aceitar que cada passo meu seja dado com firmeza, mesmo sem certezas, em si e por si somente. Quero deixar morrer o ontem e iniciar com muita alegria cada novo hoje que recebo de presente. Quero morrer, quero viver e quero evoluir continuamente, todos os dias, necessariamente nessa ordem.

Read Full Post »

A felicidade é como uma borboleta. Quanto mais você a persegue, mais ela se esquiva. Mas se você voltar sua atenção para outras coisas ela virá pousar calmamente nos seus ombros.
Thoreau

Foto By LuLu na Italia

Foto By LuLu na Italia ©

Quando eu finalmente parei de reclamar pude senti-la começar a entrar devagarzinho, sorrateiramente, com muito cuidado na minha alma. Nao sei explicar porque resisti tanto. Me apeguei ao medo. Talvez, “apego”, seja a palavra justa pra definir a dificuldade em deixar de ser esse alguém que jà fui, por tantos e tantos anos e que agora, assim, de repente, nao sou mais. Me apeguei ao passado e nao quis perceber sua presença, foi isso. Me apeguei ao que nao sou mais, nao vivencio mais, nao possuo mais, nao preciso mais e nao prestei atençao ao que vem surgindo à minha volta. Lamentei o caminho percorrido, esperneei  pela falta, choraminguei a ausencia ao invés de gozar o que é o presente: um presente. Isso mesmo, minha vida é um presente, embrulhado com papel dourado de muito valor agregado e amarrado com uma fita laranja da mais pura alegria.

Enfim, que bom que ela chegou. Posso senti-la encostando-se em mim com seu calorzinho bom. Posso ouvir sua risadinha terna e sapeca, como voz de criança, brincando de esconder detràs do sofà. E eu chamo: U-uuu… voce tà aì?? Como se eu nao soubesse. Hihihihi. Mas, posso senti-la.

Que bom que ela està aqui comigo. Me envolve o coraçao com suas maos macias como o mais tenro  algodao egipcio, me conforta e me enxuga as lagrimas de saudade. Porque essa, a saudade, também està aqui comigo e nem sei se vai embora algum dia, me faz companhia, às vezes brigo com ela mas, no fundo, ela nao incomoda ninguém.

Bom, hoje nao importa a saudade nem o apego ou o medo, nem tudo o que jà fui. Hoje o que eu mais quero é saudar essa minha amiga, que hà bem pouco tempo começou a fazer parte da minha nova vida e que me ajuda a construir o que eu sou e o que serei daqui pra frente. Quero me desculpar e dizer a ela que a busquei tanto, mas nos lugares errados. Quero confessar que tive medo e quase desespero de nao encontra-la nessa existencia e que minha sombra quase me fez acreditar que ela nao viria, veja sò que bobagem. Quero agradecer sua constancia, sua persistencia e sua paciencia, em esperar o meu momento. Quero pedir que ela fique pois, agora que a conheço, sei que aqui dentro de mim é o seu lugar.

Bem-vinda, felicidade.

Read Full Post »

A beleza do casamento consiste em viver os desafios de cada dia.
A minha felicidade só depende de mim, ninguém deve carregar este fardo.
As palavras devem ser medidas, pois deixam marcas.
Atenção e carinho trazem segurança e confiança.

Conversar é a melhor solução para os problemas.
Controlar as finanças e planejar é necessário, a lealdade e a fidelidade também.
A relação sexual deve ser falada, respeitada, realizada com amor e carinho.
A compreensão e a aceitação tornam a vida mais harmonica.

Fotos: Claudio – Visage Photo Studio

A vida a dois se alimenta de sonhos e fantasia,

mas nao é um conto de fadas é real.

E viva o amor!!!!!!!

Read Full Post »

Ernesto jà està hà um mes cumprindo os plantoes de guardia medica numa cidadezinha chamada Villarosa, que dista pouco mais de uma hora de Catania, onde moramos. Meio canseira pra se chegar là, pois ele pega uma auto-estrada por uns 50 minutos e depois, na cidade principal que é Enna, segue ainda por mais uns 20 min por estradinhas estreitinhas e tortuosas, porém lindas, como aquelas dos quadros de grandes pintores famosos. Dependendo do tempo dao um pouco de medo, sabe? Com a chegada do frio, no inverno ele terà que colocar correntes pra nao deslizar na neve.  A cidadezinha é muito pequena, tem cerca de 5.600 habitantes, como indica a Wikipedia. Pequena, com ruazinhas estreitas, encrustrada nas montanhas numa regiao muito àrida. Num versinho de uma “trova siciliana” conhecemos a mais pura descriçao da cidade:

“Dentro una conca sotto una montagna
tra due fiumi, uno amaro e l’altro dolce,
c’è un paesino con le strade in croce
e poco verde nelle campagne;
nella terra arida attorno
cento rarità di frutti produce,
di giorno fumiga, di notte luccica
e nelle sue viscere si piange e si suda.”

Villarosa - Sicilia - Italia

Villarosa - Sicilia - Italia

 

“Dentro de uma bacia sob uma montanha entre dois rios, um amargo e o outro doce, existe uma vila com as ruas em cruz e pouco verde no campo; na terra árida em torno de cem raridades de frutos produz, de dia fumega, à noite reluz e nas suas entranhas se chora e se sua.”

 

 

Ernesto chegou ontem, do plantao da madrugada dessa cidadezinha, com uma novidade especial: tinha feito o seu primeiro parto! Chegou contando, todo emocionado ainda, que, na verdade, o pequeno Samuele nasceu sozinho. Quando ele chegou là sò teve que cortar o cordao umbilical. Acompanhou a mae e o bebezinho, junto com a ambulancia, até o hospital, o tempo todo com o Samuelzinho no colo. Molto bello, segundo ele mesmo disse, tranquilo e sereno.

Ficamos um dia inteiro curtindo juntos essa emoçao. Pro Ernesto e pra mim também foi mais um sinal de buon augurio, e de que estamos cercados de muita vida, amor e justiça.

E viva o Samuele!!!!!

Read Full Post »