Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Inverno’ Category

Otimismo in(f/v)ernal

A vida é tao engraçada. 

Faz um frio pavoroso là fora, todo dia chove, tem neblina, vento, às vezes neve… mas basta um diazinho de sol mixuruca, que mais parece luzinha de geladeira, pra gente achar que tà tudo lindo.

Ai..ai.

Read Full Post »

A ursa.

No inverno, onde os dias sao mais curtos, sempre sinto uma coisa estranha com o anoitecer tao cedo. A sensaçao é meio angustiante, como se eu ficasse acordada mais tempo do que devia, com noites que nao acabam nunca,  e dias com um tipo de insonia-zumbi, enfim, uma agonia.

De um lado, minha mente me diz que meu corpo deve se movimentar ao invés de seguir o que, do outro lado, meu animo me sugere que é passar a maior parte do tempo enfiada debaixo das cobertas. Vivo, assim, arrastando os dias nessa luta interna e… nem sempre é facil reagir.

Por mais que eu tente me ocupar o tempo escorre lentamente, numa letargia gélida e os tres meses de frio, chuva e neve parecem muito, muito longos. As vezes chego a pensar que talvez eu tenha uma especie de metabolismo de ursa e que o natural seria hibernar no inìcio de dezembro e acordar sò em março na primavera.

Notas mentais:

Sàbado o curso de grafologia reiniciou e hoje foi o curso de tricot. Vou me obrigando a sair mais de casa e quem sabe o inverno irà passar mais ràpido este ano.

Read Full Post »

Sonho à italiana.

Depois de quatro meses que me mudei pra cà comecei a sonhar em italiano. Na época foi um marco importante, pois sinalizou o inicio da fluencia na nova lingua que seria meu maior instrumento de comunicaçao daquele momento em diante.

Eu sonho muito. Vàrios sonhos e quase todas as noites, mas durante todo esse tempo que vivi aqui, todos os meus sonhos, mesmo que em italiano, se localizam no Brasil. Sonho com pessoas da minha infancia, com afetos e desafetos, com fantasmas do Natal passado, com minha familia de là… Sonhos exclusivamente com paisagens e momentos vividos nos quase 40 anos de vida brasileira.

Até que, esta noite, pela primeira vez, depois de quatro anos vivendo aqui, tive um sonho totalmente à italiana. Sonhei com personagens desta minha nova vida, meus novos afetos, minha nova familia… E sonhei que o Etna entrava em erupçao.

Mais um marco de uma era superada, prenunciando um novo inicio.

Etna - janeiro 2011 - Foto By LuLu na Italia ©

Bons sonhos.

Read Full Post »

Frriiiioooo

Gravina di Catania CT, Italia

martedì
Rovesci
 11°  |   16°
Attuale: Per lo più nuvoloso
Vento: SO a 19 km/h
Umidità: 72%

Read Full Post »

Entao,

Foto By LuLu na Italia ©

Ser feliz nao é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza.

Nao é apenas comemorar o sucesso, mas aprender liçoes nos fracassos.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oàsis no recondito da alma.

Ou no meu caso especìfico…

É atravessar a neve fora de mim, mas ser capaz de encontrar uma fogueirinha num canto da alma.

Read Full Post »

Dias melhores pra sempre

Dias dificeis, folks! To num bode, sabe? Xebrebréu, como diria a minha amiga Veris.

Nesses dias assim sò os instantes que capto com minha camera é que me preenchem o vazio que ecoa aqui no peito. To botando a maior fé na primavera que vem chegando.

Entao… Xo baixo astral!

Flor de Amendoeira2assoro-e-mandorli-013c

Read Full Post »

Frio

Marido Ernesto tà de plantao.

Eu, to ali debaixo das cobertas.

Beijo. Ciao.

Read Full Post »

Parafraseando Zé-Soledade*

Mais um carnaval que passou…

Sem pierrot  ou colombina

No meio da multidao.

Nao me leve a mal.

Vê, hà esperança ainda.

 

Amendoeira em flor - By LuLu na Italia ©

Amendoeira em flor - By LuLu na Italia ©

Por onde nos vamos indo

Nenhuma mascara negra

Vejo um novo ceu se abrindo.

Quanto riso, 

Oh quanta alegria.

Vê, como é bonita a vida?

Vê, estao voltando as flores!!

 

* Mistura de frases de “Mascara Negra” de Zé Keti e “Estao Voltando as Flores” de Paulo Soledade

Read Full Post »

Neve

 mosaico_neve_21

Read Full Post »

Realizando sonhos

Domingo vi neve pela primeira vez e foi um dos dias mais emocionantes da minha vida. Aliàs, nesses ultimos dois anos, é bem dificil dizer um dia que nao tenha alguma emoçao. Sabe passeio de bugue nas dunas do nordeste brasileiro, quando o motorista, com cara de sàdico, pergunta na crista da duna: com ou sem emoçao? Poisé, aqui nao tem a opçao “sem”. A começar pelo dia do nosso casamento, por exemplo, que teve tanta coisa memoràvel, mas eu juro de pé junto que eu nunca tinha sonhado em me casar com um italiano,  muito menos em vir morar num outro paìs, entao foi tudo surpresa, emoçao, mas nao foi realizaçao. Jà com a neve eu sonho hà anos!!… Ai!.. Meu coraçao jà começou a acelerar sò de lembrar.

Pra eu me sentir verdadeiramente realizada com algum sonho nao é coisa fàcil, sabe? Sou uma virginiana tipica, critica, xexelenta, manipuladora, exigente, cheia de nuances, detalhezinhos e particulares bem dificeis de atingir, o que me faz quase sempre me frustrar com alguma coisa, portanto quando eu classifico um dia como “dia de sonho” acho que dà pra voce imaginar o quao perfeito deva ter sido. E foi.

Do momento em que acordamos e vimos um céu milagrosamente azul, depois de dias de MUITA chuva, o que nos possibilitaria subir a estrada para a montanha do vulcao Etna, a minha intuiçao jà me dizia: ah LuLu, hoje voce vai ver neve!

Dia lindo, entao decidimos pegar a estrada. Vesti tantas camadas de roupas quanto um esquimò, acho. Sò de meias foram quatro: uma meia calça de lã normal, uma meia calça de lã grossa, uma meia calça especial para inverno rigoroso que minha mae mandou do Brasil e por cima de tudo um meião de la até o joelho. Teve ainda o Jeans e o coturno, e na parte de cima mais umas tres camadas além de um pulover e pra finalizar um casaco especial para o inverno. Na cabeça um gorro de lã que cobria as orelhas, por cima um outro impermeavel e tinha também o capuz do casaco. Ah!.. E de acessorios foram também duas luvas, uma normal de lan por baixo, uma especial pra neve por cima e dois cachecòis. Pronto.

Na estrada, de fora do carro se percebia o vento frio. O céu, que da janela de casa parecia todo limpo, começou a formar umas nuvens pretas e a embaçar com a neblina, à medida que subìamos a montanha. O marido Ernesto tinha imaginado jà que nao daria pra atingir o pézinho do vulcao bem no alto, entao a idéia era subir o màximo que desse,  e assim fomos. A uma certa altura, com o mal tempo, a fila de carros que ia à nossa frente começou a fazer o retorno e nòs, sem nos dizermos nada, nos olhamos e decidimos continuar mais um pouco. Iamos a uns 40km por hora de tanta neblina e, aquela altura, quase jà nao dava pra ver mais nada. Dos dois lados do caminho tinha vestigios de neve do dia anterior, mas nao nevava. Chegamos até onde a policia fazia uma barreira, porque seria perigoso prosseguir, e alì mesmo estacionamos.

Eramos os unicos. Até entao, com a visibilidade baixa, todos estavam voltando. O que fazer? Iriamos descer do carro, ver a neve em volta da estrada, fazer fotos e ir embora…? Nao podia ser!  Ficamos uns minutos parados, com a respiraçao curta, olhando a paisagem em volta. Nao dissemos nada, nem nos movemos, sem saber o que fazer. Eu nao sei explicar o porque, mas sentia que nao tinha acabado alì, e…  entao… caiu… o primeiro floco de neve.

O resto?… O resto é història.

Neve

To chorando agora, como chorei no dia.

Read Full Post »

Inverno

Sopa_LentilhaDia_amareloEtna

Fotos By LuLu na Italia ©

Read Full Post »

Inverno

LuLu na Italia ©

Foto: LuLu na Italia ©

A nova estaçao começou oficialmente no dia 21 de dezembro, com o solsticio de inverno, que é o dia em que o sol està mais longe da Terra e também é o dia mais frio e mais curto do ano para quem està no hemisfério Norte.

O sol nasce, nesse dia, aproximadamente às 7:30 e se poe às 16:30. Isso mesmo, nessa época do ano, às cinco horas da tarde aqui jà é noite. Dà pra imaginar um dia com apenas 8 horas de sol? Poisé e ainda por cima nao é aquela Brastemp de sol, nao, aqui, por exemplo, tem chovido.. e chovido… e chovido.. por dias e dias à fio, sem tregua, sem balsamo, sem direito a choro e ranger de dentes.

No norte da Italia em algumas cidades a temperatura chegou a 30 graus negativos e, na maioria da regiao, a constante sao tempestades de chuva, nevascas de matar cristao, neblina, estradas interditadas e cidades inteiras isoladas.  Nao sei se voce sabe que a neve se forma nas camadas mais altas das nuvens, quando a temperatura la em cima esta muito abaixo de zero. Isso é comum em grandes altitudes, mas nem sempre a neve chega ao chao, pois à medida que os flocos se aproximam do solo e a temperatura aumenta eles derretem. Um tipo de neve, chamada umida, surge entre os zero e 5 graus negativos,  e outro tipo, a neve molhada, cai entre o zero e 1 grau negativo. Aqui onde moro, uma das regioes mais quentes da Italia, que seria como o nordeste brasileiro em relaçao ao Brasil, a minima tem girado em torno de 6 graus positivos, imagine. Bom pra mim, que sofro demais com o frio, ainda estou me adaptando, e por isso nem consigo me imaginar vivendo no norte, abaixo de zero. Cruiz credo! Mas… consequentemente, nao tem neve. Merda.

Read Full Post »

To dodòi

Tinha uns dois dias que vinha sentindo uma dorzinha de cabeça chatinha… Sem nenhuma razao aparente e bem localizada na fronte. O marido-Ernesto-meu-amor-e-meu-médico-particular diagnosticou: sinusite. Pra piorar, ontem, mesmo nao me sentindo muito bem, fui pro curso de culinària e, além de frio, tava chovendo. Resultado, hoje passei o dia de gorrinho, cachecol e debaixo das cobertas, a maior parte do tempo. Comecei a tomar os remédios homeopàticos que o marido receitou e pra eu ficar boa logo nao vou ficar muito tempo por aqui hoje, porque tà bem friozinho. O marido tà de plantao, entao vou tomar uma sopinha de abòbora que eu fiz pra me esquentar e vou voltar pras cobertas. Depois eu conto da aula. Prometo.

Beijo.Ciao.

Read Full Post »

INVERNO

marçofevereiromarço2008_03_07PRIMAVERA

PRIMAVERA

2008_05_01_22008_06_27b2008_06_21_4b2008_07_03_102008_07_11_17

VERAO

2008_08_20b2008_07_17_roccalumera_14b2008_08_30_3b2008_09_01b2008_09_07

OUTONO

2008_10_19b12008_02_2412008_10_18_3b2008_11_092008_04_19_primaverab3

Read Full Post »