Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Almanaque da LuLu’ Category

Inter-rogo

Eu vi num blog de uma brasileira na Italia, Paula, que escreve (ou escrevia, nao sei) no blog Made in Napoli, um post chamado: “Porque sim” nao é resposta!… Ela fazia uma lista de duvidas existenciais e pràticas nessa sua vida no paìs da bota. Adorei a idéia e me inspirei pra abrir meu coraçaozinho cheio de indignaçoes e duvidas sobre minha vida aqui também.  Nao me leve a mal se vou ser crua, dura, pueril ou generalista pois é um desabafo também. Como ela arremata em seu blog: ” Bom, quem sabe nao compartilhamos alguma coisa?… Respostas, mais duvidas ou boas risadas, nunca se sabe.

Porque acreditam que voce tem que saber sambar por ser brasileira?

Porque pensam que voce morria de fome no Brasil e agora esta com a vida boa?

Porque em 2010, pleno século 21 aqui ainda votam com cédula de papel e caneta, fazendo um X no candidato, ao inves de votar com computador?

No verao, que faz muito calor no meio do dia, eu posso até entender a siesta, mas…  Porque aqui tudo fecha das 13hs ate as 14hs o ano inteiro?

Porque um cheque demora ate 10 dias ùteis para ser compensado e para fazer um depòsito em uma conta precisa da autorizaçao do beneficiario?

Porque italiano insiste em perguntar se no Brasil existe pizza e macarrao?

Onde termina o frio e começa o calor? A certeza é que deus dà o frio conforme o cobertor.

Porque aqui nao respeitam a faixa de pedestres?

Porque aqui nao existe varal de teto? Porque nao tem ralo no banheiro e na cozinha?

Saudade pra mim é como um elàstico que se estica, estica, mas em algum momento devo afrouxar, senao se parte. Quanto tempo suportamos  uma saudade? 

Quanto se perde na tradução de um pensamento numa palavra?

Qual a palavra que nunca foi dita?

Porque nao existe uma lingua universal?

Somos todos humanos e dotados da mesma capacidade vocal…  Se nao aprendessemos palavras serà que nao desenvolveriamos outra maneira de nos comunicarmos? Precisa falar?

Como é sentir paz? Parece com o silencio?

Quando sabemos que jà é hora de parar?

Como explicar com lógica coisas que naturalmente vieram ao mundo sem ela?

Hoje acordei meio Chacrinha:  Eu vim para confundir e não para explicar

Read Full Post »

Hoje, enquanto eu estava aqui me abanando, feliiiiiz, com o calor da primavera/verao que se instalou definitivamente do lado de cà do Equador, estava lembrando de uma definiçao matemàtica:

Duas grandezas são diretamente proporcionais quando, aumentando uma delas, a outra também aumenta na mesma proporção, ou, diminuindo uma delas, a outra também diminui na mesma proporção.

Ou seja, na mesma medida que a temperatura ao meu redor aumenta, cresce igualmente o bom humor e a felicidade dentro do meu ser.

Nada como aprender, assim, na pele. Literalmente.

Bendito seja o saudoso professor Amorim, que deve estar sorrindo, todo orgulhoso de sua aluna aplicada, esteja ele onde estiver.

Read Full Post »

Rabiscos

Mais uma que achei na net e que jà foi publicada muitas vezes por tantas pessoas que eu nao sei mais qual é a origem, mas que achei bem interessante e resolvi postar pra deixar guardado.

Eu sou a rainha dos rabiscos. Fui conferir o que ando rabiscando ultimamente  e  percebi que nos cantinhos das folhas de papel tem sempre flores, espiraissetas.

Significado dos rabiscos que fazemos enquanto estamos ao telefone

Junto ao seu telefone deve ter um bloquinho ou uma folha cheia de rabiscos. Preste atenção neles. Você vai ficar surpreso com algumas revelações que anda largando por aí enquanto fala ou aguarda ao telefone …

Espirais – Quem fica desenhando espirais não gosta de ficar sozinho. Desenhos assim são feitos, geralmente, por pessoas que gostam de se destacar no grupo e batalham para ter alguma função em qualquer lugar, em qualquer turma.

Flores – Se você, vira e mexe, desenhar flores, é uma pessoa sensível. Seu jeito meio maternal.Deve fazer muito sucesso entre sobrinhos e primos menores.

Setas – Desenhar setas significa alguma idéia fixa. Se elas apontarem para baixo ou para esquerda, elas falam de alguma coisa que já passou. Se elas apontarem para a direita, indicam futuro. Se as setas apontarem para cima, você deve estar entediado(a) e é bom se programar direitinho para o próximo fim de semana.

Olhos – Você é curioso(a) ou esta procurando alguma solução para um problema se desenhar olhos. O sentido do olhar também é importante para a esquerda, indica algo no passado; para a direita, mira o futuro. Se você tiver desenhado olhos fechados, é provável que não esteja querendo enfrentar uma situação ou não queira admitir algo cruel sobre si mesmo.

Círculos – O habito de desenhar círculos indica que você é uma pessoa que se completa, mas gosta de passar bastante tempo com as pessoas. No entanto, se são vários círculos que se sobrepõem, você gosta de ficar na sua. Costuma completar o círculo cuidadosamente, deve já ter-se dado mal ao se abrir com os outros e, agora, tenta se fechar mais.

Caras e Bocas  – Tudo indica que se sinta bem ajustado(a) ao seu mundo. As expressões dessas figuras que surgem do nada também revelam como você esta se sentindo. Ou seja quem esta contente desenha pessoas felizes. Se em vez disso, o que surgem no papel são figuras esquisitas, fantasmas, algo deve estar pegando na sua vida.

Nomes – Se você não para de escrever seu próprio nome, pode ser um jeito inconsciente de demonstrar que esta triste ou se sentido rejeitado(a) pelos outros. Mas pode também significar que você anda muito preocupado(a) consigo mesmo e, que nesse momento, nada mais importa.

Cubos – Desenhar cubos revela uma pessoa que nada tem de preguiçoso(a). Pelo contrario você é criativo(a), motivado(a) e gosta de pôr a mão na massa, de participar. Desenhar um cubo dentro do outro demonstra frustração com alguma coisa ou alguém.

Estrelas – Rabiscar estrelas é um sinal de ambição, de que você tem objetivos bem definidos na sua cabeça. Se as estrelas forem simétricas, você sabe analisar as situações, é curioso(a) e seguro(a) de si. Já as estrelas disformes, assimétricas, indicam que você tem muita energia mas não sabe bem como usa-la.

Casas – Desenhar casas significa estar se sentindo bem no lugar onde se vive. Uma casa aponta para uma sensação de conforto, paz com a família, mesmo que algumas brigas com os irmãos pareçam dizer o contrario. Mas se a casa não tiver janelas nem portas, isso pode indicar uma sensação de pouco espaço.

Linhas – Linhas retas são feitas por quem é entusiasmado(a), tem objetivo(a) e vai direto ao ponto. Linhas em ziguezague ou que se cruzam varias vezes indicam que alguma coisa mexeu muito com você, mas sua opção é não pôr o dedo na ferida. Ao menos por enquanto.

Ondas~ Você esta pronto para mergulhar em alguma coisa nova, que pode mudar a sua vida. Ondas lembram movimento, expectativa de uma oportunidade especial ou desejo de cair fora, rapidinho.

 

E voce? Jà prestou atençao nos seus rabiscos?

Read Full Post »

garfield3

Detesto. Eu nem sei porque, jà que eu estou sem trabalho aqui na Itàlia. Deixando bem claro que por “trabalho” me refiro àquela funçao que te obriga a sair de casa, no minimo de segunda a sexta, e que te remunera por serviços prestados, jà que trabalhar eu trabalho sim, em casa, e muito. Mas no meu caso nao tenho rotinas, senao as que eu mesma crio, o que quer dizer que, teoricamente, segunda-feira, terça, sàbado ou domingo tem a mesma cara. Deve ser reminiscencia dos tempos de Brasil.

Bom, o fato é que por causa dessa leseira mental, nao sei se alguém jà notou mas, eu sempre coloco um post meio enrolex-sed-lex na segunda. Pronto-falei. E é sempre um texto de outras pessoas que, ou encontro nas minhas andanças internetisticas, ou recebo por e-mail e publico pra dividir com os amigos, além de deixar guardado, porque o julgo interessante.

Hoje, apesar da introduçaozinha parecer que vai dar caldo, nao se empolgue porque nao vai ser diferente. 🙂 Hehehehehehe.. Recebi um texto que contém dicas alimentares (um dos meus temas enrolex preferidos) de maneira bem resumida com uma pitadinha de humor no final…  porque afinal, pra azedume de segunda (nao a categoria) rir ainda é o melhor remédio.

Sintomas da carencia de certos alimentos

1- DIFICULDADE DE PERDER PESO

O QUE ESTÁ FALTANDO: ácidos graxos essenciais e vitamina A

ONDE OBTER: semente de linhaça, cenoura e salmão – além de suplementos específicos.

2- RETENÇÃO DE LÍQUIDOS

O QUE ESTÁ FALTANDO: na verdade um desequilíbrio entre o potássio, fósforo e sódio.

ONDE OBTER: água de côco, azeitona, pêssego, ameixa, figo, amêndoa, nozes, acelga, coentro e os suplementos.

3– COMPULSÃO A DOCES

O QUE ESTÁ FALTANDO: cromo

ONDE OBTER: cereais integrais, nozes, centeio, banana, espinafre, cenoura + suplementos.

4- CÂIMBRA, DOR DE CABEÇA

O QUE ESTÁ FALTANDO: potássio e magnésio

ONDE OBTER: banana, cevada, milho, manga, pêssego, acerola, laranja e água.

5- DESCONFORTO INTESTINAL, GASES, INCHAÇO ABDOMINAL

O QUE ESTÁ FALTANDO: lactobacilos vivos

ONDE OBTER : coalhada, iogurte, missô, yakult e similares

6- MEMÓRIA RUIM

O QUE ESTÁ FALTANDO: acetil colina, inositol

ONDE OBTER: lecitina de soja, gema de ovo + suplementos.

7- HIPOTIREOIDISMO (PROVOCA GANHO DE PESO SEM CAUSA APARENTE)

O QUE ESTÁ FALTANDO: iodo

ONDE OBTER: algas marinhas, cenoura, óleo, pêra, abacaxi, peixes de água salgada e sal marinho.

8- CABELOS QUEBRADIÇOS E UNHAS FRACAS

O QUE ESTÁ FALTANDO: colágeno

ONDE OBTER: peixes, ovos, carnes magras, gelatina + suplementos

9- FRAQUEZA, INDISPOSIÇÃO, MAL ESTAR

O QUE ESTÁ FALTANDO: vitaminas A, C, e E e ferro

ONDE OBTER: verduras, frutas, carnes magras e suplementos.

10- COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS ALTOS

O QUE ESTÁ FALTANDO: Ômega 3 e 6

ONDE OBTER: sardinha, salmão, abacate, azeite de oliva extra virgem (cru)

11- DESÂNIMO, APATIA, TRISTEZA, RAIVA, INSATISFAÇÃO

O QUE ESTÁ FALTANDO: Dinheiro, meu filho, dinheiro!

ONDE OBTER: Quando eu descobrir, te conto, tà?

Read Full Post »

s.f.  Extensão de terra cercada de água  SOL por todos os lados.

By LuLu na Italia

sicilia_2009-05-09

 

URRUUU !!!   🙂

Read Full Post »

Pandemia

Desde que o assunto coqueluche  do momento (trocadilho infame, nè?)bombou, ou seja a Gripe Suina, eu estou com vontade de esclarecer um termo que vem imediatamente associado à tal doença: alerta de pandemia – fase 5.

Pandemia

Uma pandemia (do grego pan + demos = todas as pessoas) é uma epidemia de doença infecciosa que se espalha em toda a população localizada em uma grande região geográfica como, por exemplo, um continente, ou mesmo o planeta.

O vírus HIV que causa a AIDS, por exemplo, é considerado uma pandemia global agora com infecção taxa tão alto quanto 25% na África subsaariana.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, uma pandemia pode começar a partir de três condições:

• O aparecimento de uma nova doença à população.

• O agente infecta os humanos, causando doença séria.

• O agente espalha-se facilmente e sustentavelmente entre os humanos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) desenvolveu um plano de preparação de gripe global que define as fases de uma pandemia, esboços no papel da OMS, e faz recomendações para medidas nacionais antes e durante uma pandemia. As fases são:

Período de Interpandemia

Fase 1: Nenhum subtipo de vírus de gripe novo foi descoberto em humanos.

Fase 2: Nenhum subtipo de vírus de gripe novo foi descoberto em humanos, mas uma doença, variante animal ameaça os humanos.

Períodos de alerta de Pandemia

Fase 3: Infecções( humana) com um subtipo novo mas nenhuma expansão de humano para humano.

Fase 4: Pequeno Cluster(s) com transmissão de humano para humano com localização limitada.

Fase 5: Maior Cluster(s) mas expansão de humano para humano ainda local.

Período de Pandemia

Fase 6: Pandemia: aumenta a transmissão contínua em geral da população.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 

O que significa a palavra “pandemia” e os níveis de perigo da OMS?

Reinaldo José Lopes e Salvador Nogueira – Do G1, em São Paulo

O termo “pandemia” se refere a uma epidemia de proporções globais, no qual há surtos de uma dada doença de forma “sustentável” (ou seja, sem interrupção da cadeia de transmissão no horizonte) em vários países e em mais de um continente. A Organização Mundial da Saúde (OMS) usa uma escala de seis fases para caracterizar a transmissão dos vírus influenza (da gripe) pelo planeta.

Na fase 1, a transmissão só ocorre entre animais.

A fase 2 se caracteriza pelos primeiros relatos de transmissão do vírus de animais para seres humanos.

Pequenos grupos de casos entre humanos definem a fase 3. Nela, no entanto, a transmissão de pessoa para pessoa ainda não é eficiente no grau necessário para que a comunidade inteira onde vivem os infectados esteja em risco.

Na fase 4, a dinâmica da infecção é sustentável o suficiente para causar surtos afetando comunidades inteiras. O risco de pandemia é grande, mas não 100% certo.

A fase 5 corresponde à transmissão de pessoa para pessoa em mais de um país, indicando uma pandemia iminente.

Finalmente, na fase 6, a pandemia está caracterizada.

Fonte: Globo.com

Read Full Post »

A-patia

Hoje acordei assim, assim. Com vontade de fazer nada, com vontade de ver nada, nem comer nada, nem sair da cama, nem saber do que se passa là fora. A palavra que uma amiga usa pra definir o estado é perfeita: xebrebréu.

Là fora o tempo està horrivel, nublado e frio. Estamos numa recaìda de inverno que acontece todo ano, mais ou menos na mesma época, e é chata que sò. Sei que essa primavera que nao engrena é que me deprime. Nao vejo a hora de um solzinho e um calorzinho pra eu me sentir melhor, viu?

Tem muita gente que é assim: muda o tempo e começa a sentir mal estar fisico, principalmente dores de cabeça, e também angustia e depressao. O estudo é recente e dizem que na Italia a cada tres pessoas uma sofre desse mal. Jà tinha lido alguma coisa sobre o assunto numa revista Air One (uma especie de Super Interessante da qui da Italia). Tem gente famosa que tinha isso e nunca foi oficialmente diagnosticado e Michelangelo era um, se nao me engano. Chamam de meteoropatia.

Read Full Post »

dali_mundo

O nascimento do mundo - Salvador Dali - 1943

Hoje, o Dia da Terra é comemorado por milhares de organizaçoes, em centenas de países, com o objetivo de conscientizar as comunidades sobre a importancia da preservação do Planeta Terra. A data foi criada nos Estados Unidos em 1970, com o primeiro protesto contra a poluiçao, convocado pelo Senador norte-americano Gaylord Nelson, e passou a ser comemorada por outros países à partir dos anos 90.

Como abertura escolhi esse impressionante quadro do mestre Dali para ilustrar a mensagem mais importante do dia de hoje: a Terra somos nòs. Nao é à toa que muitas religioes e filosofias associam o nascimento do homem ao barro, ao pò e à terra. Nao é à toa que nosso corpo, carbono que é, retorna à terra. Nao devemos nos destacar do planeta e ve-lo como uma parte de fora de nòs mesmos, pois a nossa consciencia é também a consciencia da Terra.  Planeta,  terra, plantas, animais, seres humanos… somos interligados, interdependentes e intimamente relacionados.

Bom, na pratica o que eu acredito é que devemos cuidar de nòs, do nosso pequeno universo, aquele que està ao nosso alcance no dia-a-dia, e ao fazermos isso, o bem estar se reverte para o universo. Pequenas atitudes conscientes como beber 1,5 litro d’àgua todos os dias, comer frutas e verduras regularmente, consumir produtos de estaçao, aproveitar cascas e sementes, caminhar, sorrir, ler, economizar papel, meditar, fechar a torneira quando escovamos os dentes, nao tomar banhos demorados, reciclar embalagens, usar eletrodomesticos que economizem energia elétrica, nos mantermos alertas… E por aì vai.

Na progranaçao do Dia da Terra 2009 o National Geografic Channel tem uma série chamada Voce Quer Mudar o Mundo? Comece Pelo Seu (clique aqui para ver)  que dà dicas de cuidados com o ambiente, educaçao ecologica, reciclagem, economia de àgua, papel, combustiveis e energia mostrando numeros que mostram, por exemplo, que a economia de UM MINUTO de chuveiro se reverte em SETE MESES de àgua para uma pessoa do planeta. Todas as informaçoes sobre o que é possivel se fazer por nòs e pelo Planeta estao relacionadas na série: Voce Sabia? (clique aqui para ver). E’ a isso que me refiro quando digo que o que fazemos em nosso pequeno mundinho se reflete no universo inteiro. Se voce souber de mais açoes assim, conta aqui pra mim.

Vivo dizendo isso, porque acredito piamente: somos um

Para encerrar deixo aqui um video-mensagem… Trata-se do clipe da musica “Moving” de uma banda espanhola chamada “Macaco” com a mensagem: “O que voce faz conta” que tem a participaçao de artistas como javier Bardem, Carlinhos Brown, Rosario Flores, Juan Luis Guerra….

 Para ver no Youtube clique aqui..

Read Full Post »

Voce sabia…?

Como surgiram os estados brasileiros?

por Danilo Cezar Cabral

TERRAS DE CAPITÃO
Trinta e quatro anos após o Descobrimento, o litoral brasileiro estava sendo saqueado a torto e a direito por piratas em busca de pedras preciosas e madeiras raras. Para manter o controle do território, a coroa portuguesa decidiu criar as capitanias hereditárias, 15 faixas de terra que se estendiam da costa até a linha imaginária do Tratado de Tordesilhas. Para tomar conta desses primeiros “estados” do país, foram nomeados capitães-donatários.

A CASA DAS SETE PROVINCIAS
Em 1709, os portugueses resolveram reorganizar a colônia em função dos benefícios específicos que cada região poderia trazer para a coroa. Nasceram, então, as sete províncias, imensas extensões de terra com fronteiras mais bem definidas. Além dos aspectos econômicos, a criação das províncias visava obter um controle ainda maior sobre o território, constantemente ameaçado pela ação de piratas e do “olho grande” espanhol

RASCUNHO IMPERIAL
Após a Independência, em 1822, o Brasil foi repartido em diversas novas províncias, “rascunhos” do que viriam a ser os futuros estados. O mapa atual do Nordeste, por exemplo, já está quase todo lá. No Sul, contávamos ainda com a província da Cisplatina, que pertenceu ao Brasil até 1829, quando um movimento separatista obrigou o país a reconhecer a independência da região, que deu origem ao Uruguai

ESTADOS DE SÍTIO
Rolaram grandes mudanças no mapa após a Proclamação da República, em 1889, como a própria adoção da palavra estado para nomear as porções do território. Em 1942, o Brasil entrou na Segunda Guerra e, como estratégia de defesa e administração das fronteiras, o governo desmembrou algumas áreas, criando novos territórios, como Amapá e Guaporé, no norte, e Iguaçu, no sul. Mais tarde, alguns desses territórios viraram estados, outros foram reintegrados à sua região de origem

DEPOIS DA PLÁSTICA
A partir de 1960, ano da inauguração de Brasília, rolaram as últimas mexidas que deixaram o Brasil com a cara que tem hoje, com seus 26 estados mais o Distrito Federal. Além da “promoção” de alguns territórios, como Acre e Rondônia, a estados, Fernando de Noronha voltou a fazer parte de Pernambuco, e nasceram Mato Grosso do Sul (desmembrado do Mato Grosso) e Tocantins (fatiado de Goiás). Porém, se depender das propostas que, nos últimos anos, chegaram ao Congresso, o vira-e-mexe do mapa brasileiro pode estar longe de acabar.

NAÇÃO DE RETALHOS
Nos últimos anos, chegaram várias propostas ao Congresso para a criação de novos estados e territórios no país, sendo que muitas ainda estão em curso.

Fonte: UOL – Mundo Estranho

Read Full Post »

Eostre

eostreEostre era a Grande Deusa Mãe anglo-saxônica, nordica e germanica da Alvorada, da Luz Crescente da Primavera e o Renascimento da Vegetação. Era conhecida pelos nomes: Ostare, Ostara, Ostern, Eostra, Eostur, Austron e Aysos.

sgbrooks_eostreSegundo a Lenda, Eostre encontrou um pássaro ferido na neve. Para ajudar o animalzinho transformou-o em uma lebre, mas a transformação não processou-se completamente e o coelho permaneceu com a habilidade de colocar ovos. Como agradecimento por ter salvo sua vida, a lebre decorou os ovos e levou-os como presente para a Deusa Eostre. A Deusa maravilhou-se com a criatividade do presente e, quis então, compartilhar sua alegria com todas as crianças do mundo. Criou-se assim, a tradição de se ofertar ovos decorados na Páscoa, costume vigente em nossos dias atuais.
Os ovos são símbolos de fertilidade e vida. Uma tradição antiga dizia que se deveria pintar os ovos com símbolos equivalentes aos nossos desejos. Mas, sempre um dos ovos deveria ser enterrado, como presente para a Mãe Terra.

Entao, a lebre (e NÃO um coelho) era seu símbolo. Suas sacerdotisas eram capazes de prever o futuro observando as entranhas de uma lebre sacrificada (claro que a versão “coelhinho da páscoa, que trazes pra mim?” é bem mais comercialmente interessante do que “Lebre de Eostre, o que suas entranhas trazem de sorte para mim?”, que é a versão original desta rima.
rabbitA lebre de Eostre pode ser vista na Lua cheia (vide desenho ao lado) e, portanto, era naturalmente associada à Lua e às deusas lunares da fertilidade.
eostre2De seus cultos pagãos originou-se a Páscoa (Easter, em inglês e Ostern em alemão), que foi absorvida e misturada pelas comemorações judaico-cristãs. Os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março. Eostre ou Ostera (no alemão mais antigo) significa “a Deusa da Aurora” (ou novamente, o planeta Vênus). É uma Deusa anglo-saxã, teutônica, da Primavera, da Ressurreição e do Renascimento. Ela deu nome ao Sabbat Pagão, que celebra o renascimento chamado de Ostara.

Fonte: mulhercriativa.com.br

Fonte: ROSA VOLPATO

Ajudou a esclarecer um pouquinho a confusao que fazemos pra entender o que é que Jesus, coelho, e ovo tem haver com essa época, nè?

Adoro estudar essas grandes deusas da humanidade.

Read Full Post »

Voce sabia que na Italia, como na maior parte da Europa, o açucar é extraido da beterraba? Isso mesmo, o açucar que eles chamam somente zucchero aqui é branquinho, normal, mas é da beterraba roxa que conhecemos, fazemos salada crua, comemos cozidinha… O açucar de cana-de-açucar também é vendido, em menor escala, e eles o chamam de zucchero de cana. A Europa cultiva 120 milhoes de tonelada de beterraba e produz 16 milhoes de toneladas de zucchero bianco; a França e a Alemanha sao as maiores produtoras mas, com exceçao de Luxemburgo, cada paìs da Uniao Europeia extrai açucar da beterraba em quantidade suficiente para atender 90% de seu consumo interno.

Bem, com numeros assim, eu, que adoro beterraba, rica em ferro, docinha, saborosa, temperada com um fio de azeite e uma pitadinha de sal, imaginei: me dei bem, pois aqui deve ter uma fartura dessa raiz à minha disposiçao. Né, nao? Saio a caça logo nas primeiras compras e nao via a dita cuja, barbabietola, como eles a chamam. Procurei feito doida e nao achava nunca no supermercado. Estranho, nè? Isso me intrigava e passava pela minha cabeça: serà que eles usam toda a beterraba na produçao do açucar e nao sobra pro consumo interno?  Jà estou aqui hà mais de 8 meses e nada de encontrar. Essa semana, finalmente achei a tal barbabietola num supermercado que abriu a pouco tempo. Estavam là na geladeirinha do setor horti-fruti, embaladas à vacuo, jà cozidas, beeem roxinhas, lindas. Meio caro mas, a vontade foi mais forte e comprei, pronto. Fiquei tao feliz! Fiz no almoço do mesmo dia, do jeitinho que eu gosto, ainda  acompanhada  de carne de panela e um arroz branquinho. Toda animada com o cardàpio “brasileirinho”  ofereço pro marido minha iguaria, e ele olha, assim, meio desconfiado… E sò aì é que eu descubro: Ernesto nunca tinha comido uma beterraba em toda a sua vida.

Read Full Post »

A feira

 

 

A història da humanidade està repleta de referencias a feiras. Nao se sabe ao certo onde e quando apareceu a primeira feira, no entanto hà dados que mostram que em 500 a.C. jà havia feiras no Médio Oriente.

Os primeiros relatos de feiras aparecem misturados com referencias ao comércio, às festividades religiosas e aos dias santos. Feiras sempre revelaram um aspecto comercial, onde mercadores de terras distantes juntavam-se, trazendo os seus produtos para trocar por outros.

 Apòs a decadencia do Império Romano, as feiras medievais representaram o momento no qual ressurge o comércio na Europa, no final do século XI. A Europa saía do feudalismo, no qual as pessoas viviam em territórios limitados, no qual produziam tudo o que precisavam, sendo que quando algo faltava, conseguiam-no através de trocas.

Começaram a surgir as feiras medievais, que de tao importantes interrompiam guerras e a paz era garantida para que os vendedores, dispostos lado-a-lado, pudessem trabalhar com segurança. Os mercadores medievais realizavam as transições comerciais e intermediavam trocas numa atividade eminentemente itinerante. As feiras medievais eram instaladas em locais estratégicos, como o cruzamento de rotas comerciais, e algumas chegaram a ter abrangencia internacional. Enquanto o povo que se movia de barraca em barraca, prosseguindo nas compras dezenas de saltimbancos, fazendo malabarismos, procuravam divertir quem ali passava.

Até os dias de hoje a feira tem um ar de alegria, uma bagunça organizada, um misto de cheiros, pessoas, cores… Adoro!!! Aqui na minha cidade tem feira quase todos os dias. Espalhadas por varios cantos. Algumas fixas outras itinerantes. Essa feira das fotos fica no centro històrico de Catania é permanente e é enoooorme. Meus sogros vao no minimo duas vezes por semana em feiras diversas e compram sempre frutas, verduras, queijos, salames e peixes fresquinhos. Jà sao conhecidos dos feirantes e tem uma manha pra escolher e negociar que impressiona! Hehehehe.. Adoro ir com eles pra aprender e conhecer mais coisas desse mundo novo.

Fotos By LuLu na Italia © ……………………………………………………………………………………………….

Read Full Post »

Camminare sulle uova,  como dizem os italianos, é uma expressao muito sàbia pra explicar a situaçao mundial com as quedas vertiginosas de todas as bolsas, e a situaçao do meu marido nos dias de TPM. Hehehehe.

Falando em ovos, vou contar uma peculiaridade: aqui na Italia os ovos de galinha possuem um carimbo na casca. Acho que em toda a Europa. Um codigo de controle. Voce jà viu isso por aì no Brasil? Eu nunca tinha visto antes.  Chique, nè?

No exemplo da foto voce pode acompanhar os detalhes… O primeiro numero estampado no codigo indica qual o tipo de criaçao que foi produzido o ovo.

0 – Produzione Biologica – produçao biologica, uma galinha pra cada 10 m² em terreno aberto com vegetaçao. E’ o que eu uso aqui em casa.

1 – All’aperto – ao aberto, 1 galinha para cada 2,5 metros quadrados em terreno aberto com vegetaçao.

2 – A terra – à terra, 7 galinhas por m² em terreto coberto de palha ou areia, numa galinheiro sem janela e com luz sempre acesa.

3 -In gabbia – em gaiola, como o proprio nome sugere, criaçao feita em gaiolas com 25 galinhas por m². O mais comum nos supermercados é o 3.

A segunda parte do codigo, duas letras maisculas, indicando em qual pais foi produzido o ovo. No caso aqui, encontramos, IT para ITALIA, em Portugal seria PT, por exemplo.

A terceira parte contém tres numeros, no ovo do exemplo da foto sao 043, indicando a comune, ou seja a cidade onde o ovo foi produzido.

A quarta parte contém duas letras e no exemplo BS indicando a provincia onde foi produzido o ovo.

E a quinta e ultima parte, tres ultimos numeros finais, que no exemplo sao 504 indicam o codigo da empresa que produziu o ovo.

Logo abaixo desse complicado codigo de controle tem sempre a data de validade do ovo. Melhor ser consumido até aquela data.

Continuando a falar desse novo mundo e seu vocabulario admiravel, apresento as partes do ovo:

  uovo = ovo

   uova = ovos

  guscio = casca

  tuorlo = gema

  albume = clara

 O resto do desenho é sò fru-fru, porque achei essa imagem num site de biologia.. hehehehe.

 

Tenho certeza que o assunto iria longe, pois os ovos tem muito mais a nos ensinar do que codigos e estrutura biologica, nao acham?… Assim, como quando lidamos com ovos, quando se trata do ser humano, temos que estar sempre atentos, temos que ter delicadeza. Alguem deve pensar: Imagine sò, a LuLu falando isso! Aquela que se auto-descreve como: grossa que nem porta de cofre de banco… 😀 Pra voce ver. Sao os tempos de crise. Todo mundo se adapta, muda, se reinventa… Como diz o provérbio: em rio que tem piranha, jacaré nada de costas.

Read Full Post »