Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 15 de março de 2010

Inter-rogo

Eu vi num blog de uma brasileira na Italia, Paula, que escreve (ou escrevia, nao sei) no blog Made in Napoli, um post chamado: “Porque sim” nao é resposta!… Ela fazia uma lista de duvidas existenciais e pràticas nessa sua vida no paìs da bota. Adorei a idéia e me inspirei pra abrir meu coraçaozinho cheio de indignaçoes e duvidas sobre minha vida aqui também.  Nao me leve a mal se vou ser crua, dura, pueril ou generalista pois é um desabafo também. Como ela arremata em seu blog: ” Bom, quem sabe nao compartilhamos alguma coisa?… Respostas, mais duvidas ou boas risadas, nunca se sabe.

Porque acreditam que voce tem que saber sambar por ser brasileira?

Porque pensam que voce morria de fome no Brasil e agora esta com a vida boa?

Porque em 2010, pleno século 21 aqui ainda votam com cédula de papel e caneta, fazendo um X no candidato, ao inves de votar com computador?

No verao, que faz muito calor no meio do dia, eu posso até entender a siesta, mas…  Porque aqui tudo fecha das 13hs ate as 14hs o ano inteiro?

Porque um cheque demora ate 10 dias ùteis para ser compensado e para fazer um depòsito em uma conta precisa da autorizaçao do beneficiario?

Porque italiano insiste em perguntar se no Brasil existe pizza e macarrao?

Onde termina o frio e começa o calor? A certeza é que deus dà o frio conforme o cobertor.

Porque aqui nao respeitam a faixa de pedestres?

Porque aqui nao existe varal de teto? Porque nao tem ralo no banheiro e na cozinha?

Saudade pra mim é como um elàstico que se estica, estica, mas em algum momento devo afrouxar, senao se parte. Quanto tempo suportamos  uma saudade? 

Quanto se perde na tradução de um pensamento numa palavra?

Qual a palavra que nunca foi dita?

Porque nao existe uma lingua universal?

Somos todos humanos e dotados da mesma capacidade vocal…  Se nao aprendessemos palavras serà que nao desenvolveriamos outra maneira de nos comunicarmos? Precisa falar?

Como é sentir paz? Parece com o silencio?

Quando sabemos que jà é hora de parar?

Como explicar com lógica coisas que naturalmente vieram ao mundo sem ela?

Hoje acordei meio Chacrinha:  Eu vim para confundir e não para explicar

Read Full Post »